Divinas Divas

Eight iconic performers of the first generation of Brazilian transvestite artists go on stage to celebrate their 50th career jubilee. The film depicts the human, personal dimension behind these icons, deconstructing gender stereotypes.

Letterboxd

Add a review

GoWatchIt

See more films

Reviews

  • ★★★★★ review by Diego Olivares on Letterboxd

    Com a intimidade de quem teve a primeira infância nos corredores e coxias do Teatro Rival, Leandra Leal estreia em documentários com um retrato íntimo e afetuoso. As oito protagonistas dividem espaço na tela e relembram suas trajetórias, amores e a luta contra o preconceito - algo que, por íncrivel que pareça, pouco avançou nestas últimas décadas. Uma delas lembra sabiamente que antes as travestis tinham seu espaço na tv e nos espetáculos, hoje nem isso.

    Sem se acomodar com a fórmula de depoimentos para câmera, Divinas Divas traz imagens poéticas dos bastidores e performances. As cenas à meia-luz, nas penumbras, que explodem em cores e música no palco representam com precisão o que é ser uma das divas.

  • ★★★★★ review by Michael Nascimento on Letterboxd

    ANÁLISE: Divinas Divas em Ser ou Não Sei.

    "Tendo esse ponto de partida [suas memórias afetivas], Leandra Leal decide estender o seu saudosismo para uma bela homenagem àquelas que se apresentaram naquele palco: Rogéria, Jani de Castro, Divina Valéria, Eloína dos Leopardos, Camille K, Fujika de Halliday, Marquesa e Brigitte de Búzios."

    bit.ly/2oNuUR1

  • ★★★★★ review by myllafox on Letterboxd

    Dirigido por Leandra Leal, Divinas Divas consegue ir além da cara meio conhecida dos documentários que contém entrevistas. A história do teatro Rival, as memórias da própria Leandra e as histórias de vida das 8 travestis que são, antes de tudo, artistas, se entrelaçam nesse filme belíssimo. Um registro incrível desses caminhos que se cruzam e dessas mulheres que sobreviveram à tudo graças à arte e à cultura.

  • ★★★½ review by Israel Matos on Letterboxd

    Divinas Divas é uma bela homenagem as artistas travestis do Brasil.

    Dirigido com olhar de dentro, de quem nasceu nas coxias desses shows, a atriz e agora estreante diretora Leandra Leal, faz um documentário homenagem a essas artistas, que viveram na era de ouro do teatro musical do Brasil.

    Tamanha afetividade da diretora com as homenageadas tornam o filme um pouco arrastado, mas não compromete o belo resultado.

  • ★★★★ review by Cinenainter on Letterboxd

    Em um país onde o conservadorismo não apenas se faz presente, mas também ganha espaço a cada instante, onde a homofobia possui representatividade no congresso e outras forças políticas, onde a misoginia é mais que explícita na mídia e nas pessoa, Divinas Divas chega aos cinemas brasileiros contando a história de oito pessoas :Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujica de Holliday, Eloína, Marquesa e Brigitte de Búzios que foram responsáveis pela primeira geração dos artistas travestis no Brasil.

    Continue...

    peliculacordial.wordpress.com/2016/11/03/divinas-divas-2016/

  • See all reviews

Tweets